sei01 21/05/2015 – A partir de definições sobre a Estratégia de Atuação 2015 da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), e com base no objetivo estratégico “Modernização administrativa e tecnológica do campus”, foi criado o projeto Enap sem Papel, no escopo do plano Enap Sustentável. O projeto está alinhado com as seguintes iniciativas: Repositório Institucional da Enap, Enap Virtual, Sistema Integrado de Gestão (SIG) e Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

Nesta quinta-feira (21), o presidente da Enap, Gleisson Rubin, apresentou o Enap sem Papel para os servidores da Escola e indicou o hotsite do projeto, que já está disponível. “Lá se encontram a descrição das ações, as etapas do processo, os resultados esperados e os ganhos com a diminuição gradativa do uso do papel”. Como exemplo, mencionou os avanços em termos de agilidade, transparência, economicidade, sustentabilidade e segurança.

Nesta fase, a Escola se prepara para o lançamento do SEI como sistema oficial de gestão de processos e documentos eletrônicos. O Sistema Eletrônico de Informações é uma ferramenta para produzir, editar, assinar e tramitar processos e documentos. Além disso, foi escolhido para ser a base do Processo Eletrônico Nacional (PEN), projeto conduzido pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), que prevê a implementação de um Número Único de Protocolo (NUP) para os documentos de toda a Administração Pública Federal.

“O SEI foi desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª região e disponibilizado por meio de cooperação institucional, sem ônus para a Enap. Além disso, utiliza plataforma web, que possibilita o acesso por qualquer dispositivo, em qualquer lugar, representando uma grande facilidade na gestão dos processos”, afirmou o presidente.

Conheça alguns benefícios para a Enap e seus servidores com o uso do SEI:

– Consulta a processos, assinatura de contratos e outros documentos sem necessidade de deslocamento até a Escola;
– Alta portabilidade, já que o sistema, por ser 100% na internet, permite o acesso remoto por meio de notebooks, tablets e smartphones;
– Práticas inovadoras de trabalho voltadas ao aumento da produtividade, ao trabalho colaborativo e ao abandono do uso do papel;
– Redesenho nos fluxos de processos, adaptados para o sistema eletrônico a partir de rotinas otimizadas;
– Sistema intuitivo, estruturado e com boa navegabilidade e usabilidade;
– Não possui ônus para a Enap e prevê uma redução de gastos.sei02